Ulbratech Canoas completa cinco anos e faz balanço de suas atividades


Gestores de incubadoras tecnológicas, membros do poder público municipal e autoridades da mantenedora - Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra) e da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e demais mantidas de todo o país participaram, na noite da última quarta-feira, 31 de agosto, de um coquetel comemorativo ao aniversário dos cinco anos da Rede Ulbra de Inovação - Ulbratech. O evento, realizado no auditório da Unidade Canoas, no prédio 16 do campus universitário, reuniu colaboradores e diretores das empresas incubadas para um momento de celebração e de reflexão.

Na ocasião, o diretor de Inovação da Aelbra/Ulbra, Márcio Roberto Machado da Silva, apresentou dados sobre a Rede e lembrou momentos marcantes de uma trajetória iniciada em 2011, dentro da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da Universidade, e consolidada em 2012, com a inauguração do primeiro Parque Tecnológico Ulbratech. "Ao longo do tempo, trabalhamos com a Reitoria e os gestores da mantenedora sobre a potencialidade de desenvolvimento do nosso projeto. Hoje, além de possuirmos sete unidades Ulbratech em operação dentro das mantidas da Aelbra, temos uma direção de Inovação consolidada dentro da mantenedora e que já está estruturando diretrizes gerais de funcionamento", revelou Machado, ao confessar sua satisfação com a rápida expansão dos negócios da Rede. "Quando tiramos esse sonho do papel, há cinco anos, não imaginávamos que ele atingiria essa proporção tão rapidamente. Atualmente, vivemos um momento muito bom, nosso trabalho está obtendo projeção e reconhecimento nacional e internacional e os empresários têm buscado os parques tecnológicos para inovar", pontuou o diretor.

O reitor da Ulbra no Rio Grande do Sul, Marcos Fernando Ziemer, enfatizou a importância da integração entre inovação, ensino e pesquisa. "A nova Missão da Ulbra, apresentada no novo Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), é Ser uma Comunidade de Aprendizagem Eficaz e Inovadora. Esse objetivo tem tudo a ver com a proposta do Parque, que é um ambiente riquíssimo para que professores e alunos, com o apoio do poder público, possam colocar em prática os seus conhecimentos", destacou Ziemer, ao manifestar sua satisfação com os resultados já alcançados pela Ulbratech. Um sentimento compartilhado pelo presidente da Associação Educacional Luterana do Brasil (Aelbra), Paulo Augusto Seifert. "Tradição e inovação são características de uma universidade. Por isso, nada melhor do que dentro de suas instalações proporcionar os devidos espaços para o desenvolvimento tecnológico e científico", complementou Seifert. A seguir, ocorreu da palestra de Jorge Audy, presidente Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e convidado especial da noite.

Presidente da Aprotec realiza palestra durante cerimônia de aniversário da Ulbratech 

Jorge Audy, um dos idealizadores do Parque Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc) e referência nacional para empresários, investidores e pesquisadores de todo o país, explicou detalhes sobre o funcionamento da entidade e o seu papel em fomentar o surgimento de ecossistemas de inovação no Brasil.

Apesar do entusiasmo com a proliferação de parques, incubadoras e aceleradoras tecnológicas nos últimos anos, o executivo e doutor em Sistemas de Informação pela UFRGS mostrou-se preocupado com a situação política do país e fez um apelo pela estruturação de um plano de desenvolvimento econômico nacional. "EUA, Canadá, Finlândia e Suécia são países de referência quando falamos em inovação. O que todos eles têm em comum? Para além de estabilidade financeira, possuem projetos nacionais bem estruturados, algo que aqui nós ainda não temos", garantiu Audy, que acredita que o avanço tecnológico precisa de muito mais do que quatro anos para acontecer. "Necessitamos de um comprometimento de longo tempo com o progresso econômico", refletiu ao término de sua palestra.

Antes do encerramento das atividades, Machado apresentou a todos o portfólio institucional da Ulbratech, documento produzido pela Gerência de Comunicação e Marketing da Aelbra e que traduz em números e gráficos o processo de estruturação da Rede Ulbra de Inovação. No livro de 162 páginas, o leitor encontra um mapeamento completo da infraestrutura dos parques, além de dados demográficos sobre as regiões onde a Ulbratech está inserida. Com tiragem de 1.000 exemplares, a publicação foi distribuída para o público na saída do coquetel.

Marcus de Freitas Perez
Jornalista MTb 17.602